Controle parental: como garantir um ambiente seguro para seus filhos na internet

Controle parental: como garantir um ambiente seguro para seus filhos na internet

Reportagem original do site olhar digital

As perguntas todo mundo já conhece. Dá para controlar o que eles acessam na internet? Qual é a idade ideal para o seu filho ter um celular? Os jogos online realmente são uma ameaça a criança? Até que ponto é possível interferir quando o assunto é liberdade na rede? O difícil é encontrar respostas precisas para essas dúvidas… A Gabriela, mãe do Ian e da Vitória, consegue ver de perto o que os filhos fazem na web, com o aplicativo Familylink, do Google. Ele permite que os pais estabeleçam regras digitais para os seus filhos, como definir limites de tempo para a tela, estabelecer horário de dormir, bloquear dispositivos remotamente e emitir avisos quando a criança faz algo indevido. 

Infelizmente, o que acontece na casa da Gabriela é exceção. Segundo uma pesquisa do CyberHandbook, cerca de 80% dos pais não sabem o que os filhos acessam na internet. E os perigos? Esses são muitos. Casos de pedofilia, extorsão e cyberbullyng são os mais preocupantes. Fora os conteúdos impróprios para a faixa etária da criança e até jogos macabros, como o jogo da Baleia Azul, que ficou conhecido por propor diversos desafios perigosos até chegar na última fase em que incentivava suicídio.

Se os problemas são grandes, a boa notícia é que hoje existem diversas ferramentas de controle parental. Gigantes como a Apple e a Microsoft já contam com configurações na sua própria plataforma que garantem segurança para crianças. O Painel de Controle de Pais do Mac ajuda a monitorar conteúdos e aplicativos para um usuário específico. Em termos de tempo e uso, esta é uma ótima ferramenta para limitar o acesso dos filhos a internet. Você pode configurar filtros, além de limitar a transação de e-mails e mensagens de iChat. O Windows conta com um programa chamado Windows Family Safety, que é uma ferramenta usada para manter a criança longe de algum conteúdo online inapropriado. Você pode adicionar e tirar sites específicos e definir níveis de filtragens.

A McAfee, fabricante de ferramentas de segurança, também tem uma proposta interessante. Ela desenvolveu o Macfee Safe Eyes que funciona tanto para o Mac quanto para Windows. Com o aplicativo, dá para bloquear sites, vídeos e limitar o uso de redes sociais.

Mas, e se mesmo assim, você se deparar com um problema? O que fazer? Crimes virtuais acontecem diariamente e o número de novos casos tem crescido.

Apesar do cenário desafiador, tem mais  boa notícia nessa história: mesmo as gerações mais novinhas já sacaram a importância de estar protegido no mundo virtual.  

O capítulo final todo mundo talvez já conheça: a chave para qualquer boa convivência está na comunicação. Mas, como estamos aqui para ajudar, não custa lembrar as ferramentas que já falamos, como o aplicativo FamilyLink, do Google, o programa McAfee Safe Eyes e os recursos do próprio Windows e MAC. E tem mais dicas!

O Playstation possui configurações para controle parental que restringe a faixa etária em jogos, define limites mensais de consumo e até controla a comunicação com outros jogadores.

Tem muitos apps para sistemas IOS  e Android. Alguns exemplos: o aplicativo FamiSafe Kid Control permite que você tenha um rastreamento de localização por GPS em tempo real.

O NetNanny é bem popular. Ele emite alertas e notificações customizadas e fornece uma excelente ferramenta de monitoramento de mídia social.

E ainda tem o Screen Time, um aplicativo em que os pais podem realizar uma pausa instantânea para bloquear algum dispositivo e aprovar os apps antes que os filhos instalem.

A lista completa de aplicativos e ferramentas para controle parental e gerenciamento familiar você encontra no site da noticia – neste link ao lado: https://olhardigital.com.br/video/controle-parental-como-garantir-um-ambiente-seguro-para-seus-filhos-na-internet/87948