Archives dezembro 2019

HPE ProLiant DL360 G6 Server Descrição detalhada de memória

HPE ProLiant DL360 G6 Server Descrição detalhada de memória

Documentação de memória Ver. 1.1

 Modelo: HPE ProLiant DL360 G6 Server

Opções de memória

NOTA: Este servidor não suporta misturar RDIMMs e UDIMMs. Tentar misturar esses dois tipos faz com que o servidor pare durante a inicialização do BIOS.

O subsistema de memória neste servidor pode suportar RDIMMs ou UDIMMs. Ambos os tipos são referidos como DIMMs quando as informações se aplicam a ambos os tipos. Quando especificada como RDIMM ou UDIMM, as informações se aplicam apenas a esse tipo. Toda a memória instalada no servidor deve ser do mesmo tipo.

O servidor suporta as seguintes velocidades de DIMM:

• DIMMs PC3-10600 (DDR-1333) de classificação simples e dupla operando em 1333 e 1066 MHz

• DIMMs PC3-8500 (DDR-1067) quad-rank operando a 1066 MHz

Dependendo do modelo do processador, o número de DIMMs instalados e se UDIMMs ou RDIMMs estão instalados, a velocidade do clock da memória pode ser reduzida para 1066 ou 800 MHz.

A seguir, estão as opções de memória disponíveis na HPE:

Description Option Part #
Memórias Registradas DIMMs (RDIMMs)
HPE 2 GB 2Rx8 PC3-10600R-9 Kit 500656-B21
HPE 4 GB 2Rx4 PC3-10600R-9 Kit 500658-B21
HPE 4 GB 4Rx8 PC3-8500R-7 LP Kit 500660-B21
HPE 8 GB 2Rx4 PC3-8500R-7 Kit 516423-B21
HPE 8 GB 2Rx4 PC3-10600R-9 Kit 500662-B21
Sem Buffer Com ECC DIMMs (UDIMMs)
HPE 1 GB 1Rx8 PC3-10600E-9 Kit 500668-B21
HPE 2 GB 2Rx8 PC3-10600E-9 Kit 500670-B21
NOTA: Todos os kits opcionais de memória DDR3 consistem em um DIMM por kit. Clique aqui para acessar a Memória DDR3 Online Click here to access the Online DDR3 Memory .

Arquitetura do subsistema de memória

O subsistema de memória neste servidor é dividido em canais. Cada processador suporta três canais e cada canal suporta três slots DIMM, conforme mostrado na tabela a seguir:

Canal Slot Número do Slot
1 G D A 1 2 3
2 H E B 4 5 6
3 I F C 7 8 9

Essa arquitetura multicanal oferece desempenho aprimorado no modo ECC avançado. Essa arquitetura também ativa os modos Memória espelhada e Memória de bloqueio. Esse servidor suporta DIMMSs registrados (RDIMMs) e DIMMs sem buffer (UDIMMs).

Os slots DIMM neste servidor são identificados por número e por letra. As letras identificam os slots para preencher modos AMP específicos. Os números dos slots são relatados pelas mensagens da ROM durante a inicialização e pelos relatórios de erros.

DIMMs simples, duplos e quádruplos

Para entender e configurar os modos de proteção de memória corretamente, é útil entender os DIMMs de classificação única, dupla e quadra. Alguns requisitos de configuração do DIMM são baseados nessas classificações.

Um DIMM de classificação única possui um conjunto de chips de memória que são acessados ​​durante a gravação ou a leitura da memória. Um DIMM de classificação dupla é semelhante a ter dois DIMMs de classificação única no mesmo módulo, com apenas uma classificação acessível por vez. Um DIMM de classificação quádrupla é, efetivamente, dois DIMMs de classificação dupla no módulo de amostra. Apenas uma classificação é acessível por vez. O subsistema de controle de memória do servidor seleciona a classificação adequada no DIMM ao gravar ou ler no DIMM.

Os DIMMs de classificação dupla e quádrupla fornecem a maior capacidade com a tecnologia de memória existente. Por exemplo, se a tecnologia DRAM atual oferecer suporte a DIMMs de 2 GB de classificação única, um DIMM de classificação dupla será de 4 GB e um DIMM de classificação quádrupla será de 8 GB.

Identificação DIMM

NOTA: Este servidor não suporta misturar RDIMMs e UDIMMs. Tentar misturar esses dois tipos faz com que o servidor pare durante a inicialização do BIOS.

O subsistema de memória pode ser preenchido com RDIMMs ou UDIMMs, mas a mistura dos dois tipos não é suportada. Para determinar as características do DIMM, use a etiqueta anexada ao DIMM e a seguinte ilustração e tabela.

Item Descrição Definição
1 Tamanho
2 Rank 1R = Single-rank (Simples) 2R = Dual-rank (Duplo) 4R = Quad-rank (Quádruplos)
3 Largura de dados (Data Width) x4 = 4-bit x8 = 8-bit
4 Velocidade da memória 10600 = 1333 MHz 8500 = 1067 MHz
5 Tipo DIMM R = RDIMM (Registrada) E = UDIMM (Sem Bufer Com ECC)

Configurações de memória – Memory configurations

Para otimizar a disponibilidade do blade de servidor, o blade de servidor suporta os seguintes modos AMP:

• ECC avançado – fornece a maior capacidade de memória para um determinado tamanho de DIMM, ao mesmo tempo em que fornece correção de erros de até 8 bits, dependendo do tipo específico de DIMM. Este modo é a opção padrão para este servidor.

• Memória espelhada – fornece proteção máxima contra DIMMs com falha. Erros incorrigíveis no canal um são corrigidos pelo canal de espelho.

• Lockstep – fornece proteção aprimorada ao disponibilizar toda a memória instalada para o sistema operacional. O servidor pode continuar funcionando se ocorrer uma falha de memória de um ou vários bits em um único dispositivo DRAM.

As opções avançadas de proteção de memória são configuradas no RBSU. Se o modo AMP solicitado não for suportado pela configuração DIMM instalada, o servidor será inicializado no modo ECC avançado.

Configurações máximas de memória RDIMM

A tabela a seguir lista a configuração máxima de memória possível com RDIMMs de 8 GB.

Rank Processador único Processador Duplo
Single-rank 72 GB 144 GB
Dual-rank 72 GB 144 GB
Quad-rank 48 GB 96 GB

Configurações máximas de memória UDIMM

O blade de servidor suporta no máximo 12 GB com um processador e 24 GB com dois processadores usando UDIMMs de classificação única ou dupla de 2 GB.

Configuração avançada de memória ECC

A memória ECC avançada é o modo de proteção de memória padrão para este servidor. O ECC padrão cancela erros de memória de bit único e detecta erros de memória de vários bits. Quando erros multibites são detectados usando o ECC padrão, o erro é sinalizado para o servidor e faz com que o servidor seja interrompido.

O ECC avançado protege o servidor contra alguns erros de memória de vários bits. O ECC avançado cancelará os erros de memória de bit único e de memória de 4 bits se todos os bits com falha estiverem no mesmo dispositivo DRAM no DIMM.

O ECC avançado fornece proteção adicional ao ECC padrão porque é possível corrigir certos erros de memória que, de outra forma, não seriam corrigidos e resultariam em uma falha no servidor. O servidor notifica que os eventos de erro corrigíveis excederam uma taxa de limite predefinida.

Configuração de memória espelhada

O espelhamento fornece proteção contra erros de memória não corrigidos que, de outra forma, resultariam em tempo de inatividade do servidor. O espelhamento é realizado no nível do canal. Os canais 1 e 2 são usados; o canal 3 não está preenchido.

Os dados são gravados nos dois canais de memória. Os dados são lidos em um dos dois canais de memória. Se um erro incorrigível for detectado no canal de memória ativo, os dados serão recuperados do canal de espelho. Esse canal se torna o novo canal ativo e o sistema desativa o canal com o DIMM com falha.

Configuração de memória Lockstep

O modo Lockstep fornece proteção contra erros de memória de vários bits que ocorrem no mesmo dispositivo DRAM. O modo Lockstep pode corrigir qualquer falha de dispositivo DRAM nos tipos x4 e x8 DIMM. Os canais DIMMs em cada canal devem ter números de peça HPE idênticos.

O modo de bloqueio usa o canal 1 e o canal 2. O canal 3 não é preenchido. Como o canal 3 não pode ser preenchido ao usar o modo Lockstep, a capacidade máxima de memória é menor que o modo ECC avançado. O desempenho da memória com o ECC avançado também é um pouco maior.

Diretrizes gerais de população de slots DIMM

Observe as seguintes diretrizes para todos os modos AMP:

• Preencha os slots DIMM para um processador apenas se o processador estiver instalado.

• Para maximizar o desempenho nas configurações de vários processadores, distribua a capacidade total de memória entre todos os processadores da maneira mais uniforme possível.

• Não misture DIMMs PC3 sem buffer e registrados.

• Cada canal suporta até dois DIMMs sem buffer.

• Se DIMMs quad-rank estiverem instalados para um processador, no máximo dois DIMMs poderão ser instalados em cada canal desse processador.

• Se um canal contiver DIMMs de classificação quádrupla, o DIMM de classificação quádrupla deverá ser instalado primeiro nesse canal.

As velocidades do DIMM são suportadas conforme indicado na tabela a seguir:

Slots preenchidos (por canal) Rank Velocidades suportadas (MHz)
1 Single- or dual-rank 1333, 1066
1 Quad-rank 1066
2 Single- or dual-rank 1066
3 Single- or dual-rank 800

Diretrizes populacionais avançadas do ECC

Para configurações avançadas do modo ECC, observe as seguintes diretrizes:

• Observe as diretrizes gerais de preenchimento de slots DIMM.

• DIMMs podem ser instalados individualmente.

Ordem de população ECC avançada de processador único

Para configurações do modo ECC avançado com um único processador, preencha os slots DIMM na seguinte ordem:

• RDIMM: Sequencialmente em ordem alfabética (A a I).

• UDIMM: A a F, sequencialmente em ordem alfabética. Não preencha os slots DIMM G a I.

Ordem de população ECC avançada com vários processadores

Para configurações do modo ECC avançado com vários processadores, preencha os slots DIMM para cada processador na seguinte ordem:

• RDIMM: Sequencialmente em ordem alfabética (A a I).

• UDIMM: A a F, sequencialmente em ordem alfabética. Não preencha os slots DIMM G a I.

Diretrizes de população de memória espelhada

Para configurações do modo Memória Espelhada, observe as seguintes diretrizes:

• Observe as diretrizes gerais de preenchimento de slots DIMM.

• Sempre instale DIMMs nos canais 1 e 2 para cada processador instalado.

• Não instale DIMMs no canal 3 para nenhum processador.

• Os DIMMs instalados no canal 1 e no canal 2 de um processador instalado devem ser idênticos.

• Nas configurações de vários processadores, cada processador deve ter uma configuração válida de memória espelhada.

• Nas configurações de vários processadores, cada processador pode ter uma configuração de memória espelhada válida diferente.

Ordem de preenchimento de memória espelhada de processador único

Para configurações do modo Memória Espelhada com um único processador, preencha os slots DIMM na seguinte ordem:

• RDIMM

• Primeiro: A e B

• Próximo: D e E

• Último: G e H

• Não preencha os slots C, F ou I.

• UDIMM

• Primeiro: A e B

• Último: D e E

• Não preencha os slots C, F, G, H ou I.

Após instalar os DIMMs, use o RBSU para configurar o sistema para suporte à Memória Espelhada.

Ordem de preenchimento de memória espelhada de vários processadores

Para configurações do modo Memória Espelhada com vários processadores, preencha os slots DIMM para cada processador na seguinte ordem:

• RDIMM

• Primeiro: A e B

• Próximo: D e E

• Último: G e H

• Não preencha os slots C, F ou I.

• UDIMM

• Primeiro: A e B

• Último: D e E

• Não preencha os slots C, F, G, H ou I.

Após instalar os DIMMs, use o RBSU para configurar o sistema para suporte à memória espelhada.

Diretrizes de população da memória Lockstep

Para configurações do modo de memória Lockstep, observe as seguintes diretrizes:

• Observe as diretrizes gerais de preenchimento de slots DIMM.

• Sempre instale DIMMs nos canais 1 e 2 para cada processador instalado.

• Não instale DIMMs no canal 3 para nenhum processador.

• A configuração DIMM no canal 1 e no canal 2 de um processador deve ser idêntica.

• Nas configurações de vários processadores, cada processador deve ter uma configuração válida de memória de bloqueio.

• Nas configurações de vários processadores, cada processador pode ter uma configuração de memória válida diferente do Lockstep.

Ordem de preenchimento Lockstep de processador único

Para configurações do modo de memória Lockstep com um único processador, preencha os slots DIMM na seguinte ordem:

• RDIMM

• Primeiro: A e B

• Próximo: D e E

• Último: G e H

• Não preencha os slots C, F ou I.

• UDIMM

• Primeiro: A e B

• Último: D e E

• Não preencha os slots C, F, G, H ou I.

Após instalar os DIMMs, use o RBSU para configurar o sistema para suporte à memória Lockstep.

Ordem de preenchimento Lockstep com vários processadores

Para configurações do modo de memória Lockstep com vários processadores, preencha os slots DIMM para cada processador na seguinte ordem:

• RDIMM

• Primeiro: A e B

• Próximo: D e E

• Último: G e H

• Não preencha os slots C, F ou I.

• UDIMM

• Primeiro: A e B

• Último: D e E

• Não preencha os slots C, F, G, H ou I.

Após instalar os DIMMs, use o RBSU para configurar o sistema para suporte à memória Lockstep.

Novo bug pode ‘travar’ WhatsApp e destruir grupos de conversa em versões desatualizadas do aplicativo

Novo bug pode ‘travar’ WhatsApp e destruir grupos de conversa em versões desatualizadas do aplicativo

Conforme reportagem do site olhar digital:

Falha pode inutilizar o app de todos os participantes do grupo, e torná-lo inacessível para sempre; atualização já está disponível

Checkpoint Research, grupo de pesquisa da empresa especializada em segurança digital Checkpoint Security, alerta para um bug no WhatsApp que pode fazer o aplicativo “travar” em um “loop” de fechamentos constantes e destruir permanentemente grupos de conversas.

Chamado de BreakingApp, o bug explora uma falha na forma como os números de telefone dos participantes do grupo são processados pelo app. Ao interceptar e manipular o conteúdo de uma mensagem enviada através do WhatsApp Web, um malfeitor pode modificar o número de telefone para um valor inválido, que fará o app de todos os participantes fechar inesperadamente.

Uma vez afetado, o WhatsApp irá continuar fechando sozinho sempre que o usuário tentar usá-lo. A única saída é desinstalar e reinstalar o aplicativo. Mas além do incômodo, há um efeito colateral mais severo: o grupo e seu histórico ficarão completamente inacessíveis para todos os participantes. Não há como recuperá-lo, e ele precisará ser excluído.

O bug foi reportado pela Checkpoint Research em agosto deste ano, e corrigido a partir da versão 2.19.246 do WhatsApp, lançada em 5 de setembro. Portanto, a maioria dos usuários deve estar protegida. Se você não tem certeza se seu app está atualizado, abra a play store de seu celular e verifique as atualizações disponíveis.

Como fazer uma limpeza no Chrome para liberar espaço no celular

Como fazer uma limpeza no Chrome para liberar espaço no celular

Recurso do Chrome para Android permite a você fazer uma limpeza manual em arquivos de sites para liberar espaço no celular. Saiba como usá-lo!

Reportagem original: https://olhardigital.com.br/dicas_e_tutoriais/noticia/como-fazer-uma-limpeza-no-chrome-para-liberar-espaco-no-celular/93753

O Google Chrome já vem instalado por padrão nos celulares com o sistema Android e é a opção de muitas pessoas para acessar a internet. Assim como outros browsers, ao navegar na internet, o Chrome acaba salvando alguns arquivos no dispositivo para facilitar o acesso a sites e outras tarefas ou ações relacionadas a eles.

Por sua vez, é claro, esses arquivos passam a ocupar um espaço considerável no dispositivo após certo tempo e nem sempre é fácil localizá-los para fazer uma limpeza. A seguir, veja como fazer uma limpeza manual dos arquivos de sites no Chrome do Android para liberar espaço no celular.

Importante

É importante ressaltar que o procedimento demonstrado abaixo não oferece riscos, mas você pode perder alguns dados de navegação como um login ou uma preferência salva para determinado site. A função utilizada no processo abaixo não está presente na versão do navegador para iOS (sistema do iPhone).

Como fazer a limpeza dos arquivos de sites no Google Chrome do Android

A limpeza manual do cache do Chrome é feita de forma bem simples, sendo realizada dentro do próprio aplicativo, mas a função fica um pouco escondida. Confira:

1. Abra o Google Chrome normalmente e toque no ícone representado por “três pontos”

Reprodução

Entre em “Configurações”, deslize a tela para baixo e, então, clique em “Configurações do site”;

Reprodução

Mais uma vez, deslize a tela para baixo e, agora, entre em “Armazenamento”

Reprodução

Toque em “Limpar armazenamento de site” e, na mensagem que surge, clique em “Limpar”

Reprodução

Se preferir remover os dados de apenas um site, toque nele na lista, selecione a opção “Limpar e redefinir”

Reprodução

Em nosso teste, ao fazer uma limpeza desses sites foi possível liberar 1GB de espaço em nosso aparelho, mas esse tamanho pode variar de acordo com o tempo que você usa o navegador. Após realizar o procedimento, você não deverá notar nenhuma mudança no Chrome, apenas o espaço disponível no aparelho estará maior.

Pronto! Agora, você já sabe como eliminar alguns dados de navegação de sites do Chrome de forma manual para liberar espaço no seu celular com o Android.

Como habilitar a nova função do Chrome para poupar memória RAM

Como habilitar a nova função do Chrome para poupar memória RAM

Reportagem original: https://olhardigital.com.br/dicas_e_tutoriais/noticia/como-habilitar-a-nova-funcao-do-chrome-para-poupar-memoria-ram/91535

Nova função para ‘congelar abas’ do Google Chrome pode fazer o navegador consumir menos memória RAM. Saiba como habilitá-la!

O Google Chrome é um dos navegadores mais utilizados no mundo, possuindo versões para computadores e Celular Smart. Apesar de sua popularidade, algo que desagrada seus usuários é o alto consumo de memória RAM, que acaba deixando os computadores lentos ou com travamentos, principalmente computadores mais antigos.

Para mudar a situação, o Google está implementando no navegador um novo recurso, que ajuda a poupar o consumo de memória RAM ao congelar abas, mas ele não vem habilitado por padrão. A seguir, veja como habilitar o novo recurso do Chrome para ele consumir menos memória RAM.

Importante

Esta nova função do Google Chrome, por enquanto, só está disponível na versão Canary do navegador, que é destinada para testes e desenvolvedores. Assim, por estar constantemente em desenvolvimento, esta versão do browser pode apresentar instabilidades.

A instalação do Google Chrome Canary não interfere no uso do navegador em sua versão normal, ou seja, você pode utilizar os dois browsers separadamente.

Como habilitar a função do Chrome para diminuir o consumo de memória RAM

Para diminuir o consumo de memória RAM, este recurso faz com que as abas que não estejam em uso sejam congeladas, ou seja, apenas o site que você está visualizando continua sendo atualizado ou recarregado em tempo real, enquanto as outras abas só farão este processo quando voltarem a serem abertas. Confira como habilitar o congelamento de abas do Chrome:

Acesse o site oficial do Google Chrome Canary e realize o seu download. Caso já tenha ele instalado, basta atualizá-lo para a sua última versão;

Reprodução

Acesse o seguinte endereço: chrome:\\flags

Reprodução

Procure por “Tab freeze” na parte de buscas da página aberta

Reprodução

Mude o seu valor padrão para “Enabled”

Reprodução

Na mensagem que aparece, clique em “Relaunch”

Reprodução

A partir deste momento, toda vez que uma aba não for aberta por 5 minutos, ela será congelada e não terá atualizações, o que diminui o consumo de memória RAM. Caso você não goste do resultado do novo recurso, basta seguir novamente o passo a passo descrito acima deixando o valor de “Tab freeze” em “Disabled”.

Reprodução

Pronto! Agora, você já sabe como habilitar o novo recurso do Chrome para evitar o seu alto consumo de memória RAM ao deixar muitas abas abertas.