O que é QOS? Entenda para que serve a tecnologia em roteadores

O que é QOS? Entenda para que serve a tecnologia em roteadores

<strong>O que é QOS? Entenda para que serve a tecnologia em roteadores</strong>

Conheça a tecnologia presente em roteadores que permite que você crie regras e prioridades de acesso para seus dispositivos e apps

O QoS (Quality of Service, em inglês) é uma tecnologia presente em roteadores para garantir ao usuário maior controle sobre sua rede Wi-Fi. Por meio da ferramenta, é possível determinar quais dispositivos e serviços terão maior prioridade de conexão. O recurso é interessante para quem precisa racionalizar a Internet, ou simplesmente precisa dar preferência para dispositivos que venham a reproduzir vídeos em streaming, jogos online, entre outros tipos de uso.

Conheça a seguir um pouco mais do QoS, e saiba como a função pode ser utilizada por você para melhorar a conexão em dispositivos específicos.

O QoS privilegia o tráfego de dados em determinados aparelhos, que podem ser selecionados nas interfaces de configuração dos roteadores. Portanto, a prioridade para um ou outro dispositivo fica por conta do usuário.

Por exemplo: um dispositivo está baixando um arquivo grande, enquanto outro está rodando um filme no YouTube Como a função vai ser aplicada nessa situação depende de quem tiver acesso às configurações da rede. A preferência pelo streaming vai melhorar a exibição, evitando travamentos e diminuindo a chance de perda de qualidade. O download, por sua vez, vai demorar um tempo maior para terminar, mas não vai parar.

A ideia do QoS é que nem todo tipo de tráfego é igual em importância. Streaming, jogos multiplayer ou uma chamada de vídeo no Skype são exemplos típicos de atividades que precisam de melhor conexão para funcionar bem, o que não é totalmente necessário para atualizações de sistema, troca de mensagens via WhatsAPP e navegar na Internet, por exemplo.

Como o QoS funciona?

 

As regras da função são definidas pelo usuário por meio das interfaces de configuração dos roteadores. A partir disso, mapeiam o tráfego e aplicam filtros que dividem melhor a banda disponível para que os dispositivos com a prioridade tenham sempre conexão estável e uma margem maior de manobra.

Há diferentes abordagens quanto à implementação dessa tecnologia. Alguns roteadores possuem um tipo de QoS personalizável, enquanto outros modelos possuem tecnologias independentes. Nesse caso, basta acionar o recurso e o equipamento vai se encarregar sozinho de criar as regras e determinar o que importa mais. Caberá então ao usuário interferir, caso considere que as políticas de prioridade definidas automaticamente não são as ideais.

QoS permite determinar o que é prioridade dentro da sua rede — Foto: Reprodução/Yuri Hildebrand

Sem o direcionamento, o roteador trata todo tráfego de forma igual, sem estabelecer prioridades – algo que, em um cenário de conexão mais lenta ou de muitos dispositivos ligados à rede ao mesmo tempo, pode levar a oscilações na qualidade do sinal. Assim, o roteador é incapaz de perceber que o tráfego exigido pelo streaming requer mais banda e estabilidade do que um smartphone recebendo mensagens no WhatsApp, por exemplo, algo que funciona sem exigir muito do Wi-Fi.

Todos os recursos QoS dependem de alguma interação com o usuário – seja ativando-o na interface do roteador, ou configurando regras, dispositivos e serviços que devem ser prioritários. Apesar disso, há diferenças de eficiência e qualidade entre as implementações dependendo de cada fabricante.

Como usar e configurar?

Nem todo roteador suporta o QoS, portanto é importante verificar se o recurso está disponível no seu aparelho. Se for o caso, o próximo passo é determinar o que é prioridade para você, entre serviços, aplicações, tipos de uso e, por fim, os aparelhos em si.

A função varia de acordo com o modelo e fabricante do dispositivo de rede. Em algumas situações, a configuração pode ser bem mais simples que em outros, como acontece com alguns produtos da Tp-Link e D-Link

Entre as possibilidades, está a configuração por meio do número de IP ou serviços como streaming, jogos, entre outros. Basta sinalizar para o roteador que, sempre que houver algum tipo de pacote de informação de tráfego relacionado a “Netflix” ou “Skype”, por exemplo, a rede precisa ser direcionada.

O que é exatamente qualidade de serviço?

Quality of Service é uma ferramenta excelente e subutilizada que permite treinar seu roteador para dividir a largura de banda disponível entre os aplicativos. Com boas regras de QoS, você pode garantir que seu streaming de vídeo não gagueje porque um arquivo grande está sendo baixado ao mesmo tempo ou que seu laptop de trabalho não seja lento quando você tenta cumprir o prazo de última hora enquanto seus filhos estão jogando jogos online.

Pode ajudar pensar sobre Qualidade de Serviço assim: vamos fingir, por um momento, que sua conexão com a Internet é um hospital onde a largura de banda disponível é o número de médicos disponíveis para tratar os pacientes. Os pacientes são os diferentes aplicativos, e a enfermeira da triagem é o roteador.

Em uma rede normal, a enfermeira da triagem é indiferente à condição dos pacientes que chegam e simplesmente os atribui a quaisquer médicos disponíveis, espalhando progressivamente a equipe do hospital cada vez mais magra, sem levar em conta a gravidade da situação do paciente. Atirou acidentalmente na sua mão com uma pistola de pregos durante um projeto DIY? Você chama um médico imediatamente. Alguém acabou de ser atropelado por um caminhão? Eles chamam um médico imediatamente. Alguém mais apareceu com o braço quebrado? Eles chamam um médico também (mas se estiver ficando muito agitado, logo as pessoas estão compartilhando médicos e ninguém está recebendo atendimento particularmente rápido). Você pode ver como, em pouco tempo, o hospital seria uma bagunça atolada e os pacientes de alta prioridade não estariam recebendo cuidados de alta prioridade.

A mesma coisa acontece em sua rede doméstica – a largura de banda é fornecida conforme necessário, sem muita consideração para o que cada aplicativo está fazendo. Isso significa que se você estiver em uma chamada de conferência do Skype com seu chefe e seus filhos começarem a assistir ao Netflix, a qualidade da sua chamada do Skype pode cair. O roteador está fazendo o possível para compartilhar a largura de banda disponível entre os dois serviços, sem realmente considerar qual é “mais importante”

Vejamos as diferentes maneiras de fazer isso e quais você deve usar. O DD-WRT usa um sistema de “prioridade”, permitindo que você diga quais serviços ou dispositivos são mais importantes. Os valores de prioridade são:

Máximo: 60% – 100%

Premium: 25% – 100%

Expresso: 10% – 100%

Padrão: 5% – 100%

Em massa: 1% – 100%

Esses valores determinam a quantidade de largura de banda alocada para um determinado aplicativo ou dispositivo. Por exemplo, se você definir um serviço como “Máximo”, estará dizendo “Quero que este serviço tenha pelo menos 60% da largura de banda, mesmo quando a rede estiver ocupada, e 100% quando não estiver”. Se você definir um serviço para “Bulk”, você está dizendo “Não me importo se este serviço usa muita largura de banda quando a rede está ociosa, mas quando as coisas estão ocupadas, ele obtém apenas 1% da largura de banda disponível”.

Como enfatizamos acima, seja criterioso na aplicação das regras de qualidade de serviço.

Priorizar por serviço

Se você deseja que todos os dispositivos em sua rede tenham acesso prioritário a um determinado aplicativo ou serviço, você pode criar uma regra de prioridade de serviço em toda a rede. Digamos que, para fins de exemplo, você queira garantir que o Netflix tenha prioridade sobre coisas menos sensíveis à largura de banda, como navegação geral na web. Você deve primeiro selecionar o serviço no menu suspenso, conforme mostrado abaixo, e então clicar em “Adicionar”.

Depois que o serviço estiver listado, selecione a prioridade que deseja usar para ele.

Priorizar por interface

No jargão de rede, uma “interface” é o método pelo qual seu dispositivo é conectado à rede. Você pode priorizar sua rede Ethernet local, pode priorizar conexões sem fio ou pode até mesmo definir regras que tornem o tráfego de rede convidado uma prioridade baixa.

Vejamos como podemos tornar o tráfego de rede convidado uma prioridade baixa. No menu suspenso, selecionaremos “wl0.1” que, em abreviação de rede, é Wireless LAN # 0 Virtual Network 1. Clique em “Add”.

Depois de adicionar a interface, você pode especificar a velocidade máxima de upload / download e até mesmo priorizar os serviços na conexão específica, como pode ser visto na captura de tela abaixo.

A prioridade da interface é, por causa do conhecimento necessário dos esquemas de nomenclatura de rede misteriosa, um dos sistemas de prioridade mais difíceis de usar. Se você não tiver certeza de qual interface de rede é qual, recomendamos apenas deixar esta seção de lado. Você pode ler sobre interfaces de rede no wiki DD-WRT aqui.

Priorize por dispositivo com endereços IP

Digamos que você queira dar prioridade a um dispositivo específico, como seu computador de trabalho, o tempo todo. Se você usar endereços IP estáticos ou reservas DHCP em sua rede, poderá priorizar o tráfego em determinados computadores e dispositivos usando seus endereços IP. Muitos roteadores permitem isso, e o DD-WRT vai além, permitindo que você priorize um grupo de endereços IP com uma “máscara de rede”.

Digamos, por exemplo, que você deseja que seu servidor doméstico, localizado no endereço IP estático de 10.0.0.200, tenha o acesso de maior prioridade à sua rede. Você deve inserir o endereço na seção Netmask Priority e anexar o final com 32, conforme mostrado abaixo.

O elemento 32 é a máscara de rede. A discussão detalhada sobre o uso da máscara de rede está um pouco além do escopo deste tutorial, mas basta dizer que uma máscara / 32 é a abreviação de máscara de rede para “resolver apenas este único endereço IP”. Qualquer outro número menor permitirá que a máscara abranja um número maior de endereços em um determinado bloco (por exemplo, 10.0.0.200/24 ​​faria com que a regra de qualidade de serviço se aplicasse a todos os 254 endereços potenciais no bloco 10.0.0. *) . Você pode consultar este guia de referência rápida de máscara de rede para selecionar um número que funcione para a seção e tamanho do bloco de endereço que deseja priorizar.

Se você achar o sistema de máscara de rede um pouco confuso (não é exatamente intuitivo), é melhor apenas manter / 32 e inserir manualmente cada endereço IP.

Depois de clicar em “Adicionar”, você pode atribuir acesso prioritário ao endereço, como na seção anterior.

Priorize por dispositivo com endereços MAC

Se você não usa endereços IP estáticos em sua rede, ainda pode priorizar determinados computadores e dispositivos com seus endereços MAC. Consulte este guia para obter informações sobre como encontrar o endereço MAC de seus dispositivos – ele estará em uma etiqueta física anexada ao dispositivo ou em algum lugar nas configurações do software.

Com o endereço MAC em mãos, basta inseri-lo na seção de prioridade MAC, clicar em Adicionar e atribuir uma prioridade ao dispositivo como fizemos nas seções anteriores.

Agora, independentemente do endereço IP que seu roteador atribuir, digamos, você pode garantir que seu laptop de trabalho sempre terá prioridade.

Finalmente: Teste e Avalie

A melhor coisa que você pode fazer para minimizar a frustração com sua experiência de configuração de QoS é, como enfatizamos acima, desacelerar. Defina uma regra para um item caro e, em seguida, use sua rede normalmente.

Tudo corre melhor? Excelente! Você Terminou! As coisas ainda precisam de um pouco de ajuste fino? Retorne ao painel de controle de QoS. Verifique suas configurações, ajuste a forma como você alocou a largura de banda e, se necessário, crie uma regra de QoS.

Quando você encontrar a configuração Excelente que mantém sua rede funcionando sem problemas e sem travamentos, por todos os meios anote as configurações que você usou e faça algumas capturas de tela (melhor ainda, faça backup da configuração do roteador se o roteador suportar). Manter o controle das configurações do seu roteador não é bom apenas para migrar para um novo roteador, é ótimo para configurar tudo rapidamente se você precisar reinicializar o roteador no futuro.

Você deve estar logado para postar um comentário

%d blogueiros gostam disto: